quarta-feira, 5 de março de 2014

Mais Médicos vai dar voto, sim

Já são quase 15 mil profissionais médicos contratados e atuantes no programa Mais Médicos. 51 milhões de brasileiros em cidades pequenas, áreas rurais, comunidades indígenas e remanescentes de quilombolas e bairros pobres de cidades médias e grandes onde não existia médico a contento. Em 1.113 desses municípios, nunca tinha existido a presença permanente de médico. A direita que tanto lutou contra o programa, tinha razão numa coisa. Exatamente o único motivo que estava por trás de todo o discurso falso de “trabalho escravo”, “médicos mal preparados”, “barreira da língua”, “falta de estrutura nas unidades de saúde”, etc., etc. Ninguém é bobo para não entender que o medo dos sepulcros caiados da vida estava centrado no efeito político e eleitoral que um programa tão amplo quanto este dará em favor da presidenta Dilma Rousseff. O programa está funcionando a contento, está agradando por demais às pessoas mais simples, pois onde tudo faltava para o funcionamento do SUS, nada poderia ir à frente sem a presença do médico. Tudo o mais que chegar onde não tem médico, nada resolverá. Com 51 milhões de brasileiros sendo atendidos carinhosamente pelos médicos cubanos e demais profissionais do programa Mais Médicos, claro que Dilma vai ganhar alguns milhões de votos a mais, além de segurar alguns milhões de votos que poderia perder com o discurso da oposição detonando as falhas da saúde pública... E olhe que não vai precisar nenhum desses médicos pedir nenhum voto.

Facebook
Acharam que os 25 milhões de interações sobre o Oscar no Facebook seriam o máximo no mundo. Três dias depois descobriram que o carnaval brasileiro gerou 125 milhões de interações. Cinco vezes mais. É mole?

Interinidade
Com a viagem de Joaquim Barbosa à África, o ministro Ricardo Lewandowski assumiu a presidência interina do STF. Em breve, pela lógica do rodízio, assumir a presidência inteirinha.

Crimeia
Acostumados a incentivar revoltas populares para desestabilizar governos que não estão sob seu cabresto em várias partes do mundo, os Estados Unidos estão entalados na Crimeia. A Rússia, que tem milhares de ogivas nucleares e um exército acostumado a vencer grandes guerras mundiais, mandou seus tanques para dizer que lá não vai ser como eles querem. E a China, que tem um pouco mais de dois milhões d soldados e acaba de aumentar para 12,4% seus gastos militares, mandou dizer que está de acordo com a Rússia. Será que Obama, o fraco, vai encarar?

FHC
Tem quem queira trazer Fernando Henrique Cardoso para campanha. O PT vibra mais que o PSDB. Aécio se assusta com ideia. Serra nunca falou em FHC durante suas duas campanhas contra Lula e Dilma e Alckmin também nunca se deu ao trabalho de lembrar o governo do líder e desequilibrou-se quando Lula chamou a Era FHC para o debate pautando as privatizações.

FotoLegenda
O que encheu de orgulho o peito de todos os potiguares que brincaram o carnaval em Pernambuco foi a cantora Khrystal “puxando” um bloco durante quatro horas, sem deixar nada a desejar às grandes estrelas que ali brilhavam.