sexta-feira, 5 de junho de 2015

Lembra-se? Barbosa já se declarou suspeito para julgar Ricardo Teixeira

Foi em 2005. Teixeira estava no sufoco com um pedido de quebra de sigilo bancário pela CPI do futebol e entrou com um recurso contra no STF. Barbosa “cozinhou o galo” por sete meses. Quando não teve como segurar a chicana, declarou-se “suspeito” para julgar e o processo foi redistribuído para Cezar Peluzzo, que empurrou com a barriga por mais quinze meses até que se pronunciou contrário ao recurso, obtendo maioria de votos ao seu relatório, mas sem nenhuma conseqüência para o todo-poderoso homem “da bola”. Até hoje, ninguém porque Barbosa se declarou suspeito, pois os motivos que permitem a um juiz tomar esta atitude não se encaixam neste suspeito caso: I - amigo íntimo ou inimigo capital de qualquer das partes; II - alguma das partes for credora ou devedora do juiz, de seu cônjuge ou de parentes destes, em linha reta ou na colateral até o terceiro grau; III - herdeiro presuntivo, donatário ou empregador de alguma das partes; IV - receber dádivas antes ou depois de iniciado o processo; aconselhar alguma das partes acerca do objeto da causa, ou subministrar meios para atender às despesas do litígio; V - interessado no julgamento da causa em favor de uma das partes. Parágrafo único. Poderá ainda o juiz declarar-se suspeito por motivo íntimo. O Brasil hoje pede explicações a Joaquim Barboseira, o paladino da moralidade, porque ele declarou-se suspeito e depois foi assistir jogo ao lado do mafioso Marin, usa pulseiras niqueladas do FBI e de Teixeira que corre das investigações, como o cão corre da cruz...

Golpista
Morreu o general Leônidas Pires Gonçalves, o último dos generais golpistas. Como Tancredo Neves não tinha tomado posse antes de morrer, o vice não era vice. Quem deveria ter assumido era Ulysses Guimarães, que num determinado prazo convocaria eleições diretas. Ele garantiu a posse de Sarney, que foi empossado como presidente sem ser vice, de direito.

FIEMG
Os empresários brasileiros não têm moral nenhuma para falar contra a corrupção. A Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG) acaba de contratar como assessor, ganhando 25 paus por mês, o ex-governador Eduardo Azeredo, pivô do Mensalão tucano que aconteceu antes do Mensalão do PT e do Mensalão do DEM e nunca sequer a julgamento, se valendo de todo tipo de chicana para prescrever a maioria das penas com os seus réus chegando aos 70 anos e gozando de direito a impunidade e inimputabilidade que os tucanos gozam diariamente, de fato.

Gripe
A campanha de vacinação contra gripe encerrou com cerca de 70% de cobertura. O Governo manda continuar vacinando, mesmo depois do fim da campanha.

FotoLegenda
O governador Robinson Faria (PSD) fez na manhã de ontem visita surpresa a dois órgãos da administração indireta do governo do Rio Grande do Norte: a Ceasa e o Detran. A “incerta” teve como objetivo saber como andam os serviços oferecidos à população e aos usuários. Quando chegou à Ceasa, nem mesmo a diretoria tinha sido comunicada da visita. Visitou feirantes, ouviu elogios e críticas e disse que estava ali para resolver o que precisasse ser resolvido. Dali tirou para o Detran, que é pertinho cumprindo ali o mesmo ritual. “Nunca tinha visto um governador fazer isso. Acho que meu voto valeu a pena”, disse um dos presentes.